Luto – Policial Civil que trabalhou em Maringá é assassinado dentro de delegacia da região

35382

O investigador de Polícia Civil, Osafa Pereira Cruz, de 41 anos, foi covardemente assassinado na madrugada deste domingo, (6). O crime ocorreu nas dependências da delegacia de Paranavaí (8°SDP). Após matar o policial, o criminoso cometeu o ato extremo (suicídio). Pelo que o Site Corujão Notícias apurou, às 20h30 de ontem (sábado) policiais militares conduziram até DP da cidade, um homem de 38 anos que havia invadido uma residência e com ele foi encontrado uma pequena porção de entorpecente. Após algumas horas, o delegado plantonista relatou ao investigador, que o conduzido iria assinar um termo circunstanciado compromisso) e na sequência seria liberado. Já que até então o crime cometido por Genivaldo Peixoto da Silva, era de menor potencial ofensivo, porém deveria assinar o TC.

Por volta das 00h30 os demais servidores da delegacia que trabalham no setor de carceragem, ouviram diversos estampidos de disparos de arma de fogo. Ao entrarem nas dependências da DP, se depararam com o investigador Osafa caído em um dos corredores apresentando várias perfurações causadas por tiros. Ao lado do policial estava o homem que havia sido conduzido até a delegacia, com um tiro na cabeça. Próximo ao corpo do criminoso foi encontrado a arma do investigador. Equipes do Siate e Samu compareceram na 8°SDP, mas infelizmente o policial civil já estava em óbito. No momento do crime, o policial estava sozinho no plantão da delegacia. Possívelmente o policial foi surpreendido pelo assassino no momento em que foi colocar o mesmo em liberdade.

Após o trabalho da Polícia Científica, o corpo do investigador foi removido e encaminhado ao IML. Osafa era casado, pai de dois filhos e estava na instituição há 12 anos.

Nas próximas horas mais detalhes