Policias Civil e Militar de Maringá prende trio que aterrorizou família de médico Maringaense

3110

Uma ação conjunta das polícias civil e militar de Maringá, resultou na prisão de três assaltantes considerados pela polícia de alta periculosidade, que aterrorizaram a família de um médico Maringaense durante o final de semana. O casal (médico e esposa) chegava em uma propriedade rural situada no município de Floresta (29 quilômetros de Maringá) quando foi surpreendido pelo trio. Os criminosos estavam portando simulacros de pistola. Eles mantiveram as vítimas em cárcere privado por aproximadamente 8 horas. Durante a ação criminosa, marido e mulher foram agredidos pelos bandidos. Uma criança também estava no imóvel.

A ação teve início no sábado (26) a noite, e na manhã de domingo (27), o trio deixou a propriedade levando diversos objetos das vítimas. “Após o roubo, os criminosos começaram a extorquir a família, exigindo dinheiro para não voltar a cometer o crime”, explicou o delegado chefe da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá, Adão Rodrigues. Diante dessa exigência, policiais civis e militares foram acionados e seguiram até o encontro dos suspeitos no momento em que supostamente a vítima faria a entrega do dinheiro – R$ 60 mil.

O grupo acabou preso em flagrante. No momento da prisão, a polícia localizou os simulacros de arma de fogo que foram usados para intimidar a família durante o roubo. A quadrilha foi presa e encaminhada até a delegacia de Maringá onde foi indiciada em vários crimes..”São pessoas perigosas que agiram com muita violência e que tentavam a todo momento intimidar a família. Esse tipo de crime não é comum acontecer em nossa região. A ação integrada foi para dar uma rápida resposta a esses criminosos”, completou o delegado. Todos os objetos levados pelos criminosos durante o roubo, foram apreendidos e serão devolvidos para as vítimas. As prisões aconteceram nas cidades de Maringá, Sarandi e Mandaguaçu.

Reportagem: Anderson Corujão e Equipe Pinga Fogo