Polícia Civil prende suspeito de ter estuprado moça em Paiçandu

1377

Investigadores da Polícia Civil de Paiçandu, prenderam no final da tarde desta quarta-feira, 31, um homem de 39 anos, suspeito de ter assaltado e estuprado uma jovem de 21 anos. O crime ocorreu na noite de ontem (terça-feira), em um dos bairros da cidade. A vítima permanece hospitalizada no HU de Maringá.

O detido que já conta com passagens pela polícia, nega ter cometido o crime. Ele alega, que na hora do ocorrido, estava em sua residência na companhia de familiares. O suspeito ainda disse que está a disposição para a coleta do material genético, e que imagens de câmeras de segurança instaladas na sua casa, mostram que ele estava no imóvel.

Mateus Ganzer, delegado de Paiçandu, disse a reportagem, que a vítima reconheceu o suspeito através de foto. A moça afirmou aos policiais, que ele seria o autor do assalto e estupro, segundo a autoridade policial. As investigações entorno deste caso revoltante continuam, e o delegado aguarda o resultado dos laudos periciais que foram realizados no dia de hoje, para concluir o inquérito e encaminhar para o poder judiciário.

Nesse primeiro momento, o rapaz que alega inocência ficou preso e está recolhido a disposição da justiça, no mini-presídio de Maringá, que fica anexo ao prédio administrativo da 09°SDP.

O CRIME

As policias civil e militar da cidade de Paiçandu, na região metropolitana de Maringá, estão a procura de um homem de alta periculosidade, que na noite de ontem (terça-feira/30) estuprou uma jovem de 21 anos durante um assalto. De acordo com as informações levantadas pelos policiais militares que atenderam a ocorrência, esse fato revoltante teria ocorrido no momento em que a moça retornava do trabalho. Ela passava pela Estrada Bandeirantes, nas imediações do Jardim Itaipu, quando foi surpreendida pelo criminoso.

O homem estava vestido com uma blusa de moletom branca com capuz. Ele teria aproximado da jovem e anunciado o assalto. A pedestre reagiu a ação criminosa. Diante desta reação, o meliante agarrou a moça pelo pescoço (mata leão) e levou ela até um terreno baldio. No local, a jovem foi agredida com socos principalmente na face e sofreu violência sexual. O criminoso fugiu levando a bolsa da vítima, com um aparelho celular Samsung A20, uma carteira com cartões e todos documentos pessoais, além de outros pertences.

A jovem conseguiu chegar até a casa de familiares, onde pediu ajuda e relatou os fatos. Parentes encaminharam a mesma até o Hospital São José. Porém por conta da gravidade dos ferimentos, ela precisou ser transferida para o HU de Maringá, onde permanece hospitalizada. Após conversar com a vítima, a guarnição da PM realizou diligências, porém o suspeito não foi localizado. Um exame preliminar, confirmou que a moça foi estuprada. Familiares clamam por justiça.