Atentados a tiros na região de Maringá deixou 3 mortos e 2 feridos

3857

As forças de segurança das cidades de Mandaguari, Marialva e Paiçandu, municípios localizados na região de Maringá, estão investigando 5 atentados a tiros que resultaram em 3 pessoas mortas e duas gravemente feridas. Desses três óbitos, dois aconteceram na cidade de Mandaguari.

Mandaguari 

O primeiro homicídio na cidade, ocorreu no período da tarde deste sábado, 3 de Abril. Um jovem de 20 anos, identificado como Carlos Daniel da Silva, morador do Jardim São Marcos foi executado. O crime ocorreu no interior de uma residência situada na Rua José Romeiro Garcia, por volta das 15h30. De acordo com as informações, o imóvel teria sido invadido por dois homens que ocupavam uma motocicleta de cor vermelha. Após assassinar o morador, os criminosos fugiram em alta velocidade tomando rumo ignorado. O socorro foi acionado, porém o rapaz já estava em óbito. A cena do crime foi isolada pela PM e logo na sequência os demais órgãos competentes foram acionados. No local foi constatado, que a vítima foi atingida por 2 tiros na cabeça, 1 no peito e 1 no pescoço. A princípio os atiradores usaram uma pistola calibre 09 milímetros, para matar Carlos Daniel. As autoridades policiais de Mandaguari, informam que o rapaz tinha envolvimento com o tráfico de drogas. A PCPR, investiga o crime.

Já no período noturno, dois homens foram baleados na cidade de Mandaguari, porém em ocorrências distintas. No Jardim Cristina, um homem de 48 anos foi atingido por dois tiros. Celso Aparecido de Oliveira, relatou que caminhava por uma das Ruas do bairro, quando repentinamente foi surpreendido por dois homens, um deles ocupando uma moto e o outro em uma bicicleta. Segundo a vítima, cinco tiros foram efetuados em sua direção. Dois disparos o atingiram no abdômen e um dos pés. Oliveira foi socorrido e encaminhado até o Hospital Bom Samaritano de Maringá. Equipes da Polícia Militar, realizaram patrulhamento no bairro, e um dos suspeitos de ter envolvimento na tentativa de homicídio, foi localizado. Trata-se de um adolescente de 16 anos. Ele foi conduzido até a delegacia de Polícia Civil para serem tomadas as providências cabíveis.

Minutos depois chegou um outro comunicado até a PM de Mandaguari. Era mais uma vítima de disparos de arma de fogo. O solicitante informava via 190, que um rapaz estava ferido e possívelmente se encontrava inconsciente em uma residência localizada no Jardim Boa Vista. Diante desta situação, as equipes de resgate (Samu e Defesa Civil) foram acionadas. Chegando no local, os militares se depararam com Luiz Fernando Ferreira de Almeida, de 21 anos, alvejado com vários tiros pelo corpo. Quando as equipes de socorro chegaram na cena do ocorrido, nada pode ser feito há não ser constatar o óbito do rapaz, que fazia o uso de uma tornozeleira eletrônica. Testemunhas relataram, que a vítima estava defronte ao imóvel fazendo um churrasco, quando dois homens chegaram no local. A dupla estava a pé e armada de pistola. Sem nenhuma conversa, os indivíduos começaram a atirar contra o ex-presidiário que saiu correndo para o interior da residência no intuito de buscar abrigo, porém foi alcançado e executado.

Na sequência os criminosos fugiram. O delegado da cidade, Dr. Zoroastro Neri do Prado Filho, e um investigador, estiveram no local realizando todos os levantamentos possíveis. Segundo informações da autoridade policial, o rapaz assassinado tinha envolvimento com o tráfico de drogas. O delegado ainda disse, que algumas testemunhas já prestaram depoimento, e que nas próximas horas deverá surgir novidades com relação a autoria do homicídio. Dois suspeitos já foram identificados pelos investigadores. No local da execução, um perito da Polícia Científica encontrou cápsulas deflagradas de pistola calibre 09 milímetros. Não é descartada a possibilidade deste crime ter ligação com o homicídio ocorrido no período da tarde.

Marialva

Na cidade de Marialva, um jovem também de 21 anos, foi assassinado. O crime aconteceu na Rua João Vicentim, no Conjunto Residencial Zambaldi. Michel Nunes estava defronte há uma casa, quando surgiu no local um homem ocupando uma moto barulhenta. O motociclista aproximou-se do rapaz, e efetuou vários disparos na sua direção. Segundos depois, o atirador deixou o local em alta velocidade e desapareceu. Populares acionaram o socorro e a Polícia Militar. Nunes foi reanimado pelas equipes da Defesa Civil e Samu, mas a caminho do Pronto Atendimento, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ao menos 7 tiros atingiram a vítima. O corpo do rapaz foi removido e encaminhado ao IML de Maringá. O crime está sob investigação por parte da Polícia Civil. No local da execução, houve um grande tumulto e aglomeração de dezenas de pessoas. Um homem identificado como Paulo Vicente Cardozo, sofreu um infarto e entrou em parada cardiorrespiratória. Após ter sido reanimado pelos socorristas, o homem foi encaminhado até uma Unidade Hospitalar de Maringá, em estado muito grave.

Paiçandu

Já no início da madrugada deste domingo, 4 de Abril, uma outra pessoa foi baleada. Desta vez o atentado a tiros ocorreu na cidade de Paiçandu. Um adolescente de 17 anos, foi atingido por dois tiros. Os disparos acertaram as nádegas e o quadril do rapaz, que foi socorrido por amigos e encaminhado até o Hospital São José. Mas por conta da gravidade dos ferimentos, a vítima teve que ser transferida para o Hospital Universitário Regional de Maringá.

De acordo com as informações, o adolescente estava na casa de um amigo, situada na Rua das Hortências no Bairro Cidade Jardim. Todos estavam reunidos na área da residência, quando um homem ocupando um carro de cor prata, passou na frente do imóvel e começou a atirar contra as pessoas. Depois o atirador deixou o local. Pelo que foi apurado até o presente momento pelas polícias civil e militar de Paiçandu, a princípio o alvo do atirador seria o filho da dona da casa, e não o rapaz que foi baleado.

O suspeito não foi preso, porém já está identificado. Meses atrás ele havia entrado em vias de fato com um jovem que mora na residência em que o fato aconteceu. A polícia civil de Paiçandu, sob o comando do delegado Mateus Ganzer, investiga o caso. A princípio o adolescente baleado, não corre risco de morte. Na hora dos disparos, algumas crianças estavam na área da casa. Por sorte nenhuma foi atingida pelos tiros.

Reportagem: Repórter Anderson Corujão

Colaboração: Fabiano Lucas, Notícias de Marialva e Alécio Martins