Adolescente alega ter sido raptada e na sequência estuprada

850

Por volta das 19 horas, do último sábado (17), a Polícia Militar (PM) de Marialva (PR), na região de Maringá, foi acionada para comparecer ao pronto atendimento, pois havia dado entrada na unidade de saúde, uma adolescente de 13 anos que teria sido vítima de estupro. A vítima alegou que estava na avenida Cristóvão Colombo, quando foi surpreendida por um rapaz em um carro, que a colocou no veículo, e depois à levou até um local ermo e a violentou sexualmente.

Ainda conforme as informações repassadas pela própria vítima à equipe médica, depois do suposto crime ela foi deixada pelo suspeito no mesmo local. Ela pediu por ajuda e contou com o apoio de alguns fiéis que estariam em uma igreja nas proximidades. O conselho tutelar de Marialva está acompanhando o caso. A adolescente foi encaminhada ao Hospital Universitário para a realização de uma série de exames e uma melhor avaliação médica.

Ainda conforme os detalhes apurados, a garota não apresentava sinais de agressão pelo corpo (como arranhões ou hematomas) e no primeiro momento não soube precisar quem seria o suspeito, pois ele estaria de máscara. A Polícia Civil de Marialva deve dar andamento no caso já nesta segunda-feira.