Bebês gêmeas de 3 meses teriam sofrido abuso sexual

2353

A polícia civil da cidade de Apucarana (à 60 quilômetros de Maringá) investiga um caso grave, que envolve duas meninas gêmeas, de três meses. Conforme as informações, os pais das crianças procuraram atendimento médico na noite de ontem, quinta-feira (22). O Conselho Tutelar também acompanha o caso. Os pais levaram as filhas primeiro na Unidade de Pronto Atendimento, UPA, depois, as meninas foram para o Materno Infantil do Hospital da Providência, onde foi constatado indícios de uma possível violência sexual.

Conforme as informações apuradas pela reportagem, os pais deixam as filhas na casa de uma babá, na residência vivem além da cuidadora, o marido e um filho. No final da tarde do último dia 21, eles buscaram as filhas e quando chegaram em casa, perceberam que uma das gêmeas chorava muito e visualizaram uma vermelhidão na parte íntima da bebê.

Já no dia de ontem, ao buscarem novamente as crianças na casa da babá e ao retornarem para a residência, perceberam que as duas meninas estavam com vermelhidão e chorando bastante. Os pais, preocupados, procuraram atendimento médico. A médica da UPA encaminhou para o Materno Infantil e os indícios de abuso foram constatados. A Polícia Militar (PM) foi chamada, a equipe levou o pai das meninas até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência.

A mãe ficou no hospital com as crianças. A Delegacia da Mulher investiga o caso.

Fonte: TN Online e Rodrigo Almeida