Rapaz se apresenta na delegacia de Maringá e confessa homicídio; alegou legítima defesa

2299

Um rapaz de 23 anos, se apresentou nesta quinta-feira, (14), na Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa de Maringá, e confessou ter matado Carlos Rodrigo da Silva, de 31 anos, no feriado do dia 12 de outubro. O crime ocorreu durante uma festa que acontecia em uma área de lazer, localizada no Jardim Colina Verde, zona norte da cidade.

O atirador chegou na DHPP, na companhia de um advogado criminalista. Ele disse ao delegado titular da Divisão de Homicídios, que agiu em legítima defesa. O rapaz relatou que foi ameaçado pela vítima e por outras pessoas que acompanhavam Carlos Rodrigo.

Ainda disse que uma dessas pessoas portava uma arma de fogo. Na hora da confusão, ele conseguiu tomar a arma do indivíduo e efetuou os disparos que atingiu 3 rapazes, matando um deles na hora. Na sequência, ele falou que dispensou a arma usada no atentado e saiu correndo. Relatou também que na hora da fuga, os comparsas da vítima pegaram a arma e foram atrás dele, porém não lograram êxito.

Com relação as cápsulas deflagradas encontradas no carro, usado por ele na fuga, o rapaz disse ser de uma outra situação. Ele falou que na noite anterior, havia participado de uma festa na zona rural da cidade. Quando estava indo embora, teria efetuado vários disparos pra cima. Essa arma, ele entregou para o delegado que realizou a apreensão da pistola. Após o depoimento, o autor do homicídio foi liberado pela autoridade policial. As investigações entorno deste caso, continuam. Testemunhas serão ouvidas na DHPP. Existe a possibilidade, do delegado responsável pelas investigações, representar pela prisão do assassino.

DETALHES DO OCORRIDO 

A cidade de Maringá (PR), registrou nesta terça-feira, 12 de outubro, o quarto homicídio em um período de quatro dias. No último sábado, (9), duas pessoas foram assassinadas em situações distintas. Ontem (segunda-feira) de manhã, um homem de 43 anos, foi executado na estrada Miosótis. Já no início da tarde de hoje, um atentado a tiros em uma área de lazer localizada no Jardim Colina Verde, zona norte da cidade, deixou um morto e outras duas pessoas baleadas.

Carlos Rodrigo da Silva, de 31 anos, morador no Jardim Panorama em Sarandi (PR), foi executado com tiros de pistola calibre 09 milímetros. Silva participava de uma festa, quando segundo informações, teria se envolvido em uma briga com o atirador. Uma segunda versão chegou ao conhecimento da polícia. Os relatos indicam que o suspeito chegou no local, e da frente do portão começou a atirar contra o rapaz que morreu. Na sequência o criminoso fugiu tomando rumo ignorado.

Outros dois rapazes que estavam na festa, também foram atingidos pelos tiros. Eles foram socorridos por conhecidos e encaminhados até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Alvorada. Um deles foi baleado em um dos joelhos. A vítima foi transferida para o Hospital Metropolitano de Sarandi. Já o outro rapaz foi atingido de raspão na perna. Ambas as vítimas estão fora de perigo.

Câmeras de segurança instaladas em uma residência vizinha, filmaram o momento em que a vítima chegava no local ocupando um veículo VW Gol. Um indivíduo que também foi filmado pelo sistema de monitoramento, circulando nas imediações da festa, foi detido por policiais militares e um investigador da Divisão de Homicídios da 09°SDP. A filmagem mostra o indivíduo chegando e saindo do local em um veículo Citroën C4 Pallas. Depois que a cena já estava isolada pelos órgãos competentes, ele retornou ao local.

No carro dirigido pelo suspeito, os policiais encontraram cápsulas deflagradas de pistola calibre 09 milímetros. Mesmo calibre da arma usada na execução. O rapaz nega qualquer envolvimento no crime. Ele disse que também participava da festa, e que não conhecia o rapaz executado. O indivíduo foi conduzido até a delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimento ao delegado plantonista. Após o trabalho da Polícia Científica, o corpo da vítima foi removido e encaminhado para o IML.

O proprietário da área de lazer, disse a nossa equipe, que alugou o local para um rapaz de Maringá. O locatário disse que estava organizando uma festa de aniversário.