Polícia Civil investiga morte de casal

2841

Ana Lúcia Tavares, de 32 anos, foi encontrada morta no interior de sua residência, no final da tarde deste sábado (19) na cidade de Doutor Camargo, região de Maringá. Ela apresentava sinais de enforcamento e um ferimento no peito, possívelmente causado por um disparo de arma de fogo. Um revólver foi encontrado ao lado do corpo. A princípio, a mulher cometeu o ato extremo.

Ana, era esposa de Marcos Roberto Mori, de 29 anos, que morreu, na última terça-feira (15/03), após sofrer um ferimento no abdômen, enquanto supostamente cortava capim para dar a um animal (cavalo). Ele usava uma ferramenta agrícola, conhecida como foice ou ferro de cortar capim. O rapaz chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital da cidade.

Em um primeiro momento, o caso era tratado como uma fatalidade. Porém, a polícia civil investigava a morte do homem e apurava a versão apresentada aos investigadores, que ele havia se ferido no momento em que cortava capim. A PCPR, teve acesso a uma imagem de câmera de segurança, mostrando uma suposta briga do casal, no dia da  morte de Marcos. Relatos de uma pessoa (testemunha), também poderá auxiliar os policiais esclarecer o caso.

A delegacia de polícia civil de Paiçandu, sob o comando do delegado Mateus Ganzer, investiga as duas mortes, que chocou os moradores de Doutor Camargo. Nas próximas horas, o delegado responsável pelo inquérito, possívelmente revelará o que o trabalho investigativo realizado pelos policiais civis, descobriu entorno da morte do casal. Marcos e Ana, eram pais de uma menina.